quinta-feira, 8 de março de 2012

Pra todas as muié

Depois de quase um ano de muitos pedidos (uns quatro), resolvi escrever um texto aqui pro blog. 
Por que hoje? Dia internacional da mulher. Eu nunca gostei muito do dia internacional da mulher. Fica aquela divisão entre as pessoas que fazem discursos sobre igualdade, os que fazem piadinhas sacaneando as mulheres, e as milhares de homenagens e flores recebidas na saída dos restaurantes. 

Ao mesmo tempo que eu não faço questão de receber parabéns, sempre achei as mulheres uma coisa assim de Deus, sem explicação. Ser mulher é maravilhoso, mas numa boa, é muito difícil.
Ter TPM, ficar menstruada, fazer depilação, ter ciúme, chorar à toa, tendo que trabalhar que nem uma corna e se manter bonita, em forma, se alimentando bem pra não ficar gorda e com celulite, cuidar do cabelo, fazer a unha... Aí tem sempre um espírito de porco pra falar "aahh, coisa de mulherzinha, cuidar do cabelo e da unha". Aham, fica sem fazer essas coisas básicas pra ver se essa mesma pessoa não vai falar "fulana não se cuida, por isso que tá sozinha...". 

E tudo isso, lidando com a própria alma feminina e ajudando 'asamiga'. Um dia porque tá gorda demais, outro porque tá magra demais, com o cabelo ruim demais, com problemas demais no trabalho, brigas demais em casa, dinheiro de menos - e tudo isso sem descer do salto e sem deixar os outros perceberem, claro. A gente é mulher mas não pode se mostrar frágil jamais. 
É mulher, não é nem um pouco fácil se aturar a vida inteira!

Então, resolvi deixar registrado os meus parabéns para as mulheres não por hoje, mas por todos os dias da nossa existência em que temos que suportar os estresses, angústias, problemas no trabalho e em casa, sapatos apertados, cólicas, raízes crescendo, sempre lindas e belas! Mulheres, sejam felizes!

PS: Deus, nosso trato de que na próxima encarnação eu e minha melhor amiga viremos homem ainda está de pé, ok?